sábado, 11 de julho de 2015

Verdade de D'Alessandro! Por Rosita Buffi



Verdade de D'Alessandro! Por Rosita Buffi

  
Determinante, coerente, sem meias palavras, esse foi o tom da entrevista coletiva dada por D'Alessandro na ultima terça feira, dia 07/07. Mas o que causou tanta polemica?

A verdade.
 Essa que dói escutar, essa que machuca, nem sempre boa, nem sempre um elogio, mas as vezes nada mais do que um apontamento de uma fraqueza ou defeito. 
Pois bem D'Ale mirou no que viu, acertou no que não viu, eis o ditado. Ele, preocupado com o grupo, deu uma entrevista cheia de frases e revelações sinceras, coisas que lhe passavam na cabeça a dias, resolveu desabafar ali, na cia de jornalistas. Falou sobre tudo, mas o que ficou foi a ironia, a brincadeira cm a palavra "play station" o novo Binoculo, a nova Barca.
 Vamos a frase completa: 
- "A campanha não é boa, mas volto a repetir que não é tudo isso que se fala lá fora. Peço para que o torcedor nos apoie. Sei lá, vão jogar PlayStation e não escutem tanto rádio. Tem cara que acorda às 5h da manhã e já liga o rádio. Eu jogo videogame com o meu filho e é bom".

Analisem: D'Ale falou de boa, sem pensar. Poderia ter dito, leiam um livro, brinquem no parque com seus filhos, com seu cachorro. Mas falou joguem Playstation, porque ele o faz, seu passatempo predileto com o filho! Falou para a torcida, sua torcida aliás. Como se dissesse: "-Olha, não acreditem em tudo que se fala por ai, não acreditem nas fofocas, nas intrigas, nas invencionices, fechem os ouvidos para as picuinhas de jornalistas cheios de má intenções." 
E pelo que ouço e leio nas redes sociais, não falou nada de mais! Falou a VERDADE! Nós, torcedores sabendo disso o apoiamos imediatamente! Mas a mídia, ahhhh ela não decepciona nunca! Simplesmente o crucificaram! E o seguem fazendo. Ele não quis boicotar ninguém, pelo menos não diretamente, eles já o fazem isso por contra própria todos os dias, ao postar nas redes  sem a menor vergonha e paulatinamente absurdos não autorizados, noticias falsas, verdadeiros barrigaços ligados ao Clube, seus jogadores e da própria torcida! CHEGA! Foi isso que D'Ale quis falar: chega. Não estamos bem no Brasileiro? Não! E precisamos que algum jornaleco ou algum pseudo celebridade do jornalismo gaúcho venha nos colocar o dedo em riste nos apontando isso? Não! Somos o que?? Rebanho? Não!!

Temos um líder em campo, temos um Capitão que sempre tira as caras por nós, coloca a cara a tapa, vai para a linha de frente, nos defende, e nós defendemos ele. Sim. Óbvio. 
Ai surgiu #FechadoComOPlayStation criado por nosso amigo Marx Léo no Twitter, @scimarx, uma maneira de apoiar nosso ídolo, que naquela coletiva, com aquelas palavras, estava se responsabilizando pela má fase, pela falta de comprometimento do grupo com o brasileiro, mas que também nos dizia, confia!! Diante de tanta sinceridade, não nos restava outra alternativa, vamos apoiar!! E ai o mundo do jornalismo gaúcho veio abaixo!! Magoas, comentários deprimentes, cheios de ressentimentos vieram a tona. Na hora de apoiar o Clube, que é o único representante do Brasil em uma competição importante, a Libertadores, preferiram dar créditos às suas pequenas e debochadas coluninhas, mesquinhas e raivosas... Como D'Ale mexe com eles! Como machuca... E como está claro quem é, nessa historia toda , parcial e imparcial. Porque não buscamos amizades, colegas, parceria nesse ramo, procuramos a VERDADE! E digo, nossa mídia é uma vergonha, com raras exceções !!

Não espero mais nada!! E você torcedor colorado e gremista, não fique achando que eles deixarão isso para lá...ainda vai dar muito pano para a manga, hoje foi com o Inter, amanhã, vocês sabem!

D'Ale, não te preocupe, te apoiamos sim. Contamos com você tantas vezes, conte conosco também!

Extraido do http://blogandresdalessandro.blogspot.com.br/
*Texto enviado para o site é de inteira e exclusiva responsabilidade do autor


domingo, 7 de junho de 2015

Géssica Schuster Klein




Coincidências fazem parte da vida da gente em muitas situações.
Em Março deste ano o Bar colorado contou a minha história e de minha família, com a chegada do nosso filho Fernando Lúcio, que nasceu no dia 18 de março, mesmo dia que o nosso eterno capitão Fernandão para aumentar ainda mais essa homenagem ao nosso craque.
Sempre disse que o Fernandão seria padrinho espiritual do Fernando Lúcio, já que ele é um bebê iluminado e veio pra gente depois de muitas lutas e muita garra para manter essa gestação, ele veio ao mundo com a missão de iluminar e abençoar a nossa família.
Ao marcar o batizado dele para esse mês, não sonhávamos que a data escolhida pela igreja seria 07 de Junho, dia dolorido em que lembrávamos a morte do nosso ídolo eterno, mas dia em que marcaríamos a nossa vida ainda mais por estarmos trazendo ele para a fé cristã.
Senti seu padrinho espiritual Fernandão na igreja no momento do batizado do nosso filho amado e querido. Senti quando Fernandão veio até o Fernando Lúcio e abençoou de maneira especial, pois nosso anjo sorriu alegremente.
E aqui queremos compartilhar com vocês nossa família novamente, mas dessa vez com o Fernando Lúcio presente em nossas vidas e apadrinhado por aquele que fez feitos gigantes pelo nosso time amado.

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Faltava um Capitão no céu !


Arte ( Anderson Nunez Suarez)

 A saudade não tem cura, alguns pregam que é amenizada com o passar do tempo, outros alegam que não, só piora, aumenta.
Domingo é um dia triste, é dia de saudade, é já faz 1 ano que perdemos um dos maiores ídolos  do Sport Club Internacional.
Uma noite tive um pesadelo terrível, um pesadelo que Fernandão era apresentado no Grêmio,um golpe duro pra qualquer colorado, me lembro que tudo parecia tão real, acordei assustado, ofegante, e vi que era bobagem, apenas mais um pesadelo de uma noite mal dormida, o Capitão não nos trairia assim, quem nos traiu foi o destino, perderíamos F9,mas não para o Grêmio,era pior.

Sábado, 07 de junho de 2014, acordei abri o Twitter e torci pra que novamente fosse um pesadelo.

Não foi! O ETERNO CAPITÃO se foi, o cara que eu vi levantar o Inter se foi.
Uma mistura de raiva, incredulidade, e tristeza tomou conta de mim, pode parecer exagero, mas senti como se fosse um parente próximo, tamanho o respeito e apreço que tinha por esse cara.

Fernando marcou a vida de todo colorado que acompanhou sua passagem vencedora pelo Inter, Fernandão viveu o Inter intensamente, ele aceitou mergulhar de cabeça nesse mar vermelho que ansiava por novos rumos. 
Fernandão foi diferente, Fernandão não só vestiu a camisa do Inter, ele honrou ela, ele deu tudo de si enquanto defendeu ela, ele levantou esse time que já não estava mais acostumado a vencer;
Fernandão trouxe com ele a  alma de vencedor, chegou, fardou, entrou em um GreNal e marcou o milésimo gol do clássico, foi o Capitão, o eterno capitão, ergueu nossa primeira taça da Libertadores, comandou, liderou o grupo de 2006 no Japão.
Como não se arrepiar ouvindo o camisa 9  motivar o grupo no vestiário minutos antes do jogo contra o Barcelona:

"Lá dentro dá o máximo,só que aí a gente vai ver que na hora que a gente tá chegando no máximo ainda pode dá mais um pouquinho pô...
Então vamo lá e vamo fazer isso pô, vamo lá dentro e vamo sair daqui CAMPEÃO..." 

Ele saiu de Porto Alegre dizendo que voltaria Campeão do Mundo, e assim o fez, porque era determinado.

Fernandão assumiu a bomba em 2012, o Inter sucateado, e ele mesmo sem estar pronto mostrou hombridade, assumiu a casamata, tentou, apontou que tinha gente só colocando a camisa do Inter mas não colocando alma;
Saiu chateado, triste, mas, ainda assim, ídolo.

A vida terrena se encerrou precocemente para Fernandão, o Capitão foi guerreiro, lutou até o final, e levou a bandeira do Inter no seu caixão.

Mas segue vivo na memória e no coração de cada torcedor vermelho, Fernandão vive a cada vez que lembramos do milésimo gol do clássico GreNal, da Libertadores e do Mundial  em 2006, de tudo que fez pelo Inter, nós nunca te esqueceremos F9.

Será um domingo cercado de emoções e homenagens, memorial oficial ou não, estátua e afins, tudo isso é válido e lindo, mas o melhor jeito de reverenciarmos e homenagearmos Fernandão é levar adiante o lema que ele deixou:



Arte ( Anderson Nunez Suarez)


O INTER É MAIOR QUE TUDO.”

Com todo o cenário de comoção e tristeza, só encontrei até hoje uma explicação para a partida tão prematura do nosso ídolo:
Estava faltando um Capitão no céu,agora tu comanda o nosso Colorado aí de cima Eterno Capitão.

Sempre serei grato por tudo que fez pelo meu Inter, Fernando Lúcio da Costa! 

Jonas Almeida

*Texto enviado para o site é de inteira e exclusiva responsabilidade do autor






TVCOM

Siga o BarColorado

Créditos:

Todas as imagens que ilustram este site foram retiradas da Internet. Caso o detentor de direitos autorais das imagens não queira as mesmas exibidas neste espaço, gentileza entrar em contato para que sejam prontamente retiradas.Bem como citações.

COLORADOS (AS)

O BarColorado manifesta-se, por sua administração, no sentido de informar que somos apolíticos. Não temos nenhum vinculo com movimentos políticos ligados ou não ao Internacional. Lembramos que, individualmente, seus integrantes, bem como seus colaboradores tem a total liberdade para atuarem da maneira que bem desejarem, em campanhas, protestos ou processos eleitorais, desde que não vinculem sua atuação política ao BarColorado.

Equipe BarColorado

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *