Caravana Colorada visitando o bar Colorado


Obrigado Mauro Sheena Tramp Aires pela visita.
Da-lhe Colorado


#BarcoloradoNoPark

                                            O primeiro de muitos
O primeiro de muitos #BarColoradoNoPark foi um sucesso.
Já estamos com saudades e ansiosos para o próximo encontro, pois enquanto uns denegriam com suas desavenças lá no estádio, estávamos aqui construindo a união dos torcedores de nosso time do coração.


Dezenas de colorados reuniram-se para celebrar a amizade e conferir de perto como está a preparação do glorioso para a temporada, e pelo que podemos constatar, não vai ser tão fácil, mas o Sport Club Internacional sabe que #NadaVaiNosSeparar.


Será que vamos conseguir agradecer todo mundo? Vamos tentar:
Primeiro agradecer a todos colorados que vestiram suas camisetas e se fizeram presentes no primeiro de muitos encontros do BarColorado, depois a confraria Tambores de Yokohama que comemorou conosco seus 10 anos de existência, levando a réplica da taça do mundial FIFA, e também comemorando o aniversário de um de seus ilustres integrantes, nosso grande amigo Jose Carlos Rangel


A Força Feminina Colorada embelezou e trouxe elegância para nosso evento, aliado a garra e disposição da galera da Turma da Mureta Colorada.


Temos que agradecer pela acolhida do pessoal da dokka food park que nos recebeu de braços abertos em seu espaço eco-super- hiper-legal. Também queremos agradecer ao enjangamento da galera, principalmente a Vanessa Machado Silva e seus amigos arrecadaram tampinhas pet e lacres de latinha para doarmos a instituições sociais. 


Uma coisa não podemos esquecer, que é agradecer a todos que locaram e adquiriram os Meu Copo Eco, assim evitando lançarmos resíduos sólidos na natureza. Lembramos ainda que a Dokka vai separar todo lixo produzido e vai encaminhar tudo para ser devidamente reciclado.


Agradecemos ao pessoal dos food trucks, que nos serviram deliciosos churrasquinhos do Assa Aí no Truck, saborosas pizzas da The Walking Pizza - Food Bike e os magníficos doces da Dolce Vício Doceria Artesanal, principalmente os de bacon, hehe.
2017 promete ser um ano de muitas emoções, novas amizades, muitas conquistas, mas principalmente muita luta positiva, para elevarmos o INTER ao seu status de Maior e Melhor do Planeta.
P.S.: Obrigado pela co-organização Cia do Trago

Texto - Adilson Di




 Obrigado Mauro Sheena Tramp Aires pela visita e pelo video sensacional .


                                                  Dokka Foodpark







Assa Aí no Truck





#BarcoloradoNoPark - Obrigado FERAS

Dia 29 #BarcoloradoNoPark -



Bar Colorado no Park é um evento da página BarColorado para todos colorados, independentemente de torcida, grupo ou assento no estádio, e servirá para confraternizarmos, nos conhecermos e ainda assistirmos ao primeiro jogo da temporada juntos.(ENTRADA GRATUÍTA) 

Local: Dokka food park - Rua Aureliano de Figueiredo Pinto, 769, Cidade Baixa, Porto Alegre, Brasil (local ao ar livre)(próximo ao cruzamento da João Alfredo com a Múcio Teixeira)

14 horas - abertura do Dokka, com comercialização de churrasquinho, lanches, doces, chopp e cerveja artesanal, água, refri, (pedimos que não levem bebidas nem comprem de ambulantes irregulares para evitarmos problemas legais)(aceitam cartões)

15 horas - abertura lojinha #BarColoradoBrechó onde alugaremos Meu Copo Eco retornáveis para evitarmos a produção de lixo, e se gostar poderá levar pra casa pelo mesmo valor do aluguel; também estaremos vendendo camisetas e outros produtos do Bar colorado

17 horas - transmissão no Telão do jogo Veranopolis X Internacional

** Aceitamos sugestões artisticas, culturais, legais
** Aceitamos doações de tampinhas pet e lacres de latinha para levarmos para instituições sociais

participações confirmadas: 


* Confrarias coloradas: Tambores de Yokohama - Turma da Mureta Colorada - Força Feminina Colorada
* Co-organizadores: Cia do Trago - Dokka food park
* Food trucks - Dolce Vício Doceria Artesanal - Assa Aí no Truck










Caso Victor Ramos: Inter ingressa com ação em Tribunal Arbitral na Suíça

Caso Victor Ramos: Inter ingressa com ação em Tribunal Arbitral na Suíça

Departamento jurídico contratou dois advogados suíços para trabalhar em conjunto. Clube tem a informação de que Vitória, CBF, STJD e Procuradoria serão intimados

Por Porto Alegre

victor ramos; victor ramos vitória (Foto: Ruan Melo)Caso Victor Ramos ganhou novo capítulo 
(Foto: Ruan Melo)
Um novo capítulo no caso Victor Ramos acaba de ser iniciado. O departamento jurídico do Inter mantém esperanças em brigar pelos direitos do clube e acionou o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), com sede em Lausana, na Suíça, para tentar reabrir o processo. 

Para fazer tal ação, o clube contratou dois advogados suíços para trabalhar em conjunto com a equipe jurídica em Porto Alegre. E o Inter obteve a informação de que Vitória, CBF, Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e procuradoria “estão sendo intimados da apelação”.

A expectativa é de que em fevereiro sejam apresentadas as razões dos “apelados”. A partir de então, dependerá das exigências do TAS, em relação a provas e entendimento dos árbitros que julgarem o caso. 

O CASO VICTOR RAMOS
Em 1º de dezembro, o Inter apresentou no STJD um documento com 42 páginas pedindo para fazer parte no processo que investigou supostas irregularidades na inscrição do zagueiro Victor Ramos, iniciado pelo Bahia. Na luta contra o rebaixamento, o clube gaúcho pedia que o tribunal reabrisse o caso para punir o clube baiano com a perda de pontos nas partidas em que o zagueiro atuou no Campeonato Brasileiro.  
A principal linha sustentada pelo clube gaúcho diz respeito ao não cumprimento das normas do Transfer Matching System (TMS), que regulamenta as transferências internacionais no futebol. O jogador, que pertence ao Monterrey, do México, estava emprestado ao Palmeiras até se transferir ao Vitória, em fevereiro desse ano. Na visão dos advogados do Inter, essa negociação ocorreu de maneira irregular. 

No dia 8 de dezembro, o auditor Glauber Guadelupe, vice-procurador-geral do STJD, arquivou o pedido do Inter.  No dia seguinte, a CBF enviou um ofício ao STJD alegando que os documentos usados pelo no processo – a troca de e-mails entre o diretor da CBF e o Vitória – foram adulterados. A entidade pediu a impugnação dos documentos pelo tribunal. 

O Inter, por sua vez, garantiu a autenticidade dos documentos. E, insatisfeito com a decisão do tribunal, entrou novamente, no dia 12 de dezembro, com um pedido de reexame do caso Victor Ramos no STJD. Uma semana depois, o procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua, optou por manter o caso arquivado.  
Victor Ramos; Vitória (Foto: Francisco Galvão/EC Vitória/ Divulgação)Inter tenta reabrir caso Victor Ramos (Foto: Francisco Galvão/EC Vitória/ Divulgação)
Um documento registrado pelo 26º Ofício de Notas do Rio de Janeiro em 15 de dezembro apresenta a íntegra da troca de e-mails entre o diretor de registros da CBF, Reynaldo Buzzoni, e o Vitória, com instruções  sobre os procedimentos necessários para a inscrição do jogador. 

Trata-se de uma Ata Notarial requerida pelo próprio Buzzoni e assinada pelo tabelião Tiago Machado Burtet. O documento foi solicitada pela CBF com a intenção de comprovar no STJD a suposta adulteração dos e-mails usados pelo Inter para tentar reabrir o processo sobre inscrição irregular do zagueiro. De acordo com o jurídico do Inter, o clube ainda aguarda a decisão da Procuradoria nesse caso. 
Em janeiro deste ano, a Chapecoense tentou a contratação do zagueiro por empréstimo. Segundo o empresário de Victor Ramos, André Cury, as conversas estavam adiantadas e o zagueiro está negociando a liberação do clube mexicano. 

Fonte: Globo.com

Nada






Nada.
Me perguntaram se eu gosto de falar de futebol depois que Inter caiu para a segunda divisão. Obviamente que quem me pergunta isso não são os mesmos que convivem e conversam sempre comigo, afinal saberiam que eu sigo falando e falava na época sobre futebol e é muito mais que claro que falo sobre Inter. Sim eu sigo falando de futebol.
Mas enfim, matando um pouco da curiosidade de alguns, digo que eu fiquei muito triste por isso, muito mesmo. Perto de ficar arrasado.
Falo perto porque em outros tempos eu ficaria assim, zonzo, sem rumo, desolado, no entanto eu já sou macaco velho com futebol e ser torcedor apaixonado. Já aprendi tudo que tinha que aprender, afinal eu não só torço mas convivo no meio, no ambiente, no estádio, com os amigos de estádio, assim como meus companheiros e amigos do Grupo Gigante Para Sempre. Meu tempo de paixão cega e barra já se foram, agora deixa para os mais novos, já fiz a minha parte.
Resumindo, fiquei muito triste sim e talvez fosse muito pior se fosse do nada, mas foram diluído nesses meses sangrando.
Mas... Isso não muda absolutamente nada. A B S O L U T A M E N T E N A D A!
Na verdade isso remete a um outro nível como torcedor, um outro estágio que não tem como chegar ou conhecer, sem passar pelo calvário da segunda divisão. Calvário esse que Gremio, Palmeiras, Corinthians, Atl. Mineiro, e outros, já passaram. é como ganhar uma injeção absurda de amor, devoção, paixão, adrenalina, fanatismo, de uma vez só no pior momento do teu clube. Isso certamente te torna um torcedor muito mais apaixonado que se quer alguma vez na vida já foi. Uma amor quase doentiu que não se sabe de onde vem e porque justamente agora ele aparece. É quase um soco no estômago.
E é nesse contexto que o Inter volta a trabalhar hoje, um contexto de reconstrução, de se reerguer e levantar como um gigante que é. Machucado, dolorido, ferido, mas vai ter que ficar de pé, e mesmo se não conseguir sozinho, vai ter vários pegando no colo ou carregando para ajuda-lo a levantar. É ai que entra a torcida que hoje foi convidada a ir ao estádio.
Não é o time que pediu isso, não é o presidente, não é o D'alessandro, não é vangloriar quem caiu ou se cegar para o que aconteceu. É o clube que é maior que qualquer jogador, personagem, situação da sua história, que está caído e tá estendendo a mão te pedindo ajuda para levantar. É esse Inter que tá ali pedindo ajuda.
Então hoje como nunca, o Inter vai abrir as suas portas na reapresentação/pré temporada para se levantar e por isso a torcida pode ir lá assistir.
O Inter é gigante, muito grande e ele precisa de ajuda, o clube, não o time que como disse antes não sabemos nem como vai ser, mas o clube quer ajuda dos seus pais, filhos, netos, bisnetos, tataranetos... de todos que ele colocou no mundo.
Hoje começa uma nova era, um novo momento, e eu seguirei lá, aqui, e onde estiver.
Porque? Porque não mudou absolutamente nada. Nada!
"Se o Inter jogasse no céu, eu morreria para vê-lo jogar"
Obrigado, pai!
VAMO COLORADOOOO!!

Lesnei Almeida 

TREM BALA TEM MAQUINISTA! COLETIVA

  Pode ate não ser tudo isso, mas que depois dessa vitoria o torcedor fica iludido. Belisca o editor do vídeo pra ele acordar, COMENTA!