Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2019

ULISSES SANTOS: Inter 1x0 Ceará, vitória importante em casa

Imagem
Quando a escalação do Inter foi anunciada nas redes sociais dava a impressão que havíamos abandonado de vez o Brasileirão deste ano e que sofreríamos no jogo contra o Ceará. O que se viu foi um time com dedicação de escalação principal. Odair mandou a campo uma equipe com dois titulares (Lomba e Zeca), uma zaga jovem e promissora (Klaus e Bruno Fuchs), um meio de campo com Nonato, Rithiely e Sarrafiore e na frente Wellington Silva, Neílton e Trellez. Na lateral esquerda,  havia um jogador que novamente jogou bem: Natanael. PRIMEIRO TEMPO A etapa inicial foi de amplo domínio do Inter apesar do Ceará ter à disposição alguns contra ataques, estes lances sempre acabavam nos pés de algum defensor colorado. A equipe colorada abusou de "roubar bolas" do Ceará. Quando se imaginava que entraria na grande área colorada ou que haveria um arremate para testar Marcelo Lomba, aparecia um pé salvador para o desarme. Nonato, Fuchs, Natanael, Rithiely e outros tantos atletas foram algun

Comentário de Rodrigo Flores

ULISSES SANTOS - Nacional 0x1 Inter, vitória importante no Uruguai.

Imagem
O Internacional começou a disputa, com o Nacional do Uruguai, por uma das vagas nas quartas-de-finais da Libertadores 2019. Foi um típico jogo de Libertadores. Sempre que as duas equipes se enfrentam ocorrem jogos com poucos gols e que a tensão permanece até o fim. Dessa vez não foi diferente. Torcida colorada ocupou todo o espaço destinado aos visitantes. PRIMEIRO TEMPO Na primeira etapa ocorreram poucas situações de gol. A primeira foi num escanteio cobrado pelo Inter que Nico Lopez chutou do interior da grande área - quase na marca penal - e que foi salvo por um jogador do time platino. Esse lance ocorreu aos 20 minutos de jogo. Aos 30 minutos, a resposta do Nacional. Após disputa na entrada da área colorada, o chute uruguaio vence o goleiro colorado Marcelo Lomba mas a bola toca no lado externo da trave e sai pela linha de fundo. Mais uma vez Guerrero foi decisivo No restante da etapa inicial assistiu-se uma disputa de meios-de-campo, com outras poucas situações de gol

GRENAL 421 - dois pontos perdidos.

Imagem
  Depois de uma jornada em que num jogo desgastante superou o Palmeiras na última quarta-feira, o Inter jogou com equipe mista o clássico GreNal número 421. Para ler a coluna sobre aquele jogo, clique aqui . Antes da partida iniciar, os clubes - na figura de seus presidentes e os respectivos mascotes - fizeram coro a campanha contra o racismo. Incrível que, em pleno século 21, ainda tenhamos a estupidez racista no nosso cotidiano. Basta de racismo! Golaço da Dupla GreNal No momento da divulgação das escalações imaginei um jogo com muitas opções, muitos gols.  Enfim, um jogo muito bom de ser visto. O Inter viria a campo com jogadores titulares como Edenílson, Cuesta, Nonato e Lindoso.  Então tivemos um time misto reforçado por alguns titulares. Portanto, um time com força para vencer. Colorado atuou com time misto no clássico 421 O primeiro tempo iniciou com uma superioridade do Grêmio até os 10 minutos e, logo em seguida, o Inter passou a tomar conta das ações c

ULISSES SANTOS- as três pedreiras no caminho colorado

Imagem
Durante a Copa América os times das Séries A e B puderam abusar de treinos, fazer contratações, dispensas. Enfim, quem pôde se mexer, foi ao mercado; quem não pôde, resignou-se. O Inter retornou da parada para disputar a vaga na semifinal da Copa do Brasil com o Palmeiras. Depois de ser derrotado por 1 a 0 em São Paulo, a equipe colorada precisava, pelo menos, devolver o mesmo placar e levar a decisão à marca da cal. O que se viu na última quarta-feira foi uma jornada épica de Odair Hellmann e seus comandados: não só devolveram o placar, com um golaço de Patrick, como dominaram as ações durante todo o jogo e chegaram a construir o placar necessário para obter a classificação durante o tempo normal. Porém, numa verificação equivocada, o árbitro - numa noite insegura e infeliz - anulou aquele que seria o gol decisivo. Edenílson, um senhor meio-campista. Jogador que sabe como poucos como tratar a pelota. Tudo então foi para decidido nos pênaltis e quem brilhou, mais uma vez, foi o