Ulisses Santos - Uma estréia e o jogo Inter 3x1 Cruzeiro.



Um time e uma torcida quando se unem são imbatíveis.


Olá Coloradagem! Estou estreando neste espaço em que vou tratar das partidas do nosso colorado. Atualmente escrevo em outros três lugares: os sites Revista Esportiva e Peneira Virtual, assim como o blog Interação Colorada. Além de tudo isso. ainda tenho uma página com comentários em vídeos dos jogos do Inter.
Depois desta rápida apresentação, vamos falar da bola em jogo?

Todos aqueles e aquelas que me acompanham e leêm a minha opinião sabem da crítica ao trabalho de Odair Hellmann, mas é preciso admitir que o time vem jogando muito bem contra adversários muito fortes (River Plate e hoje, o Cruzeiro).  Nas duas partidas contra o atual campeão da Libertadores o Inter teve domínio total durante os noventa minutos. Hoje contra o Cruzeiro jogamos com uma qualidade que vem se repetindo jogo a jogo.

PRIMEIRO TEMPO

Apesar das primeiras chances claras de gol terem sido do Cruzeiro, o time colorado já dominava as ações com a supremacia na posse de bola. Alguns jogadores colorados, como Edenílson, Victor Cuesta e Nico Lopez, são donos de uma regularidade impressionante. No jogo de hoje ainda tivemos belas atuações de Moledo, Zeca e, mostrando que o erro contra o Ríver foi pontual, Marcelo Lomba.

O primeiro gol do Inter foi uma dupla coroação: do domínio de jogo colorado e a atuação soberba de Nonato: 1a0. Em seguida, no lance seguinte ocorreu o empate do estrelado mineiro através do zagueiro - E que zagueiro, senhores - Dedé: 1a1.

Nonato comemora seu primeiro gol profissional


Apesar deste revés o Inter não sentiu tanto o gol como sentia em anos anteriores e o segundo tempo mostrou um domínio ainda maior sobre o Cruzeiro. E importante salientar que estamos tratando de um dos principais times do Brasil.

SEGUNDO TEMPO

Na etapa complementar após uma blitz colorada, sobre a defesa mineira, aconteceu o segundo gol
colorado marcado por Paolo Guerrero: 2a1.

Paolo Guerrero marcou seu gol 100 no futebol brasileiro

Em seguida tivemos um pênalti - desperdiçado por Dalessandro - o que em outros dias daria um novo gás ao time adversário. Dessa vez não se viu isso. O Inter manteve o jogo sob sua hegemonia completa. Mais uma vez, Odair Helmann fez suas modificações já habituais: a entrada de Parede com, pelo menos meia hora pra rachar a bola e Sarrafiore só pra dar aquela corridinha por dez minutos.

 Sóbis, que havia entrado durante o segundo tempo, cobrou uma falta muito forte do meio de campo e no rebote Rodrigo Moledo completava para as redes: 3a1. 

Mais uma atuação maiúscula de Moledo premiada com gol.

Quer ver os melhores momentos desta vitória colorada? Clique aqui.
O que fica destes 12 pontos iniciais? A certeza que estamos no caminho certo e que nosso treinador, como todos os demais, cometerá erros - quem não os comete?- e terá momentos de acertos. O que devemos acreditar é na obtenção de uma regularidade expressiva o quanto antes. 
E, por último, que a "janela" do meio do ano não nos seja tão prejudicial. Afinal sabemos que atualmente o futebol chinês está com os cofres abertos e busca quem quiser onde quer que este "quem" esteja. 

Saudações Coloradas,
Ulisses B. dos Santos
@prof_colorado

Créditos das imagens: Ricardo Duarte - site oficial do Internacional



Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Beira-Rio iluminado em alusão à Campanha de Doação de Órgãos