Projeto do novo CT do Internacional

Inter apresenta à prefeitura de Guaíba o projeto do novo CT Hype Studio / Divulgação/Divulgação
Foto: Hype Studio / Divulgação / Divulgação 


Inter apresenta à prefeitura de Guaíba o projeto do novo CT

Vice José Aquino Flôres de Camargo prevê início das obras até fim do ano 



Foto: Hype Studio / Divulgação

Foi um encntro para estreitar relações entre futuros parceiros. O vice-presidente de Assuntos Esttratégicos do Inter, José Aquino Flôres de Camargo, liderou uma comitiva de dirigentes em visita à prefeitura de Guaíba na tarde desta terça-feira para apresentar o projeto do novo CT do clube. Acompanhados do arquiteto Fernando Balvedi, sócio-diretor da Hype Studio Arquitetura e responsável pelo projeto, eles deram detalhes da casa colorada ao prefeito José Sperotto.
O dirigente reiterou a intenção do Inter de proporcionar ao município uma nova janela de empregos e também a criação de vínculo com a comunidade. O CT terá uma escola que, além de servir aos atletas das categorias de base, será aberta aos moradores da cidade. O proejto prevê ainda um restaurente e um hotel que serão abertos ao público. O Inter pretende contar ainda com uma linha de catamarã que ligará o estádio ao centro de treinamento.
— O maior investimento que eu percebi é no ser humano. A questão material é muito pequena perto do que se pretende investir nas pessoas. Nossa equipe está à disposição para colaborar — disse Sperotto.
O projeto do novo CT prevê 14 campos de dimensões oficiais, três campos de medidas reduzidas e um outro totalmente coberto, além de centro de imprensa, auditórios, academia, alojamentos para concentração e centro médico e de reabilitação. A nova direção pretende deflagrar as obras até o final deste ano. Mas já é ciente de que dificilmente todo o complexo esteja pronto até o final da gestão, em dezembro de 2018.
— Esse projeto é uma das nossas prioridades. O Inter não vai construir nada que não leve em consideração a sua essência de clube popular, que possui responsabilidade com a comunidade. É um projeto tanto de responsabilidade social quanto de responsabilidade ambiental — salientou Aquino.

Fonte Zero Hora

Comentários