#10AnosLibertadores -Parte1


Foi uma longa jornada pela América. O time do técnico Abel Braga superou seis adversários diferentes em 14 partidas para conquistar o inédito título para o clube colorado. Na fase classificatória, o Inter ficou no Grupo 6, ao lado do Maracaibo (Venezuela), Pumas (México) e Nacional (Uruguai). A equipe colorada obteve a segunda melhor campanha da competição na primeira fase, ficando atrás somente do Vélez Sarsfield da Argentina, que acabou sendo eliminado nas quartas-de-finais.





16/02/2006

LIBERTADORES: INTER DEIXA ESCAPAR A VITÓRIA NO FINAL


O Internacional estreou na Copa Liberadores da América com um empate diante do  Maracaibo, em partida disputada em Maracaibo, na Venezuela, válida pelo Grupo 6. O lateral Ceará marcou o gol em um belo chute de fora da área, aos 3min20seg do segundo tempo, mas Maldonado empatou aos 43min30seg da etapa final. Com o resultado, o Inter passou a ocupar a vice-liderança do grupo ao lado do Maracaibo com 1 ponto. O Nacional é o líder com 3.
O estádio do Maracaibo esteve praticamente lotado com cerca de 35 mil pessoas. O vento forte também esteve presente no jogo e foi componente importante do confronto. O Inter foi a campo todo de branco com o seu uniforme número 2. O técnico Abel Braga repetiu a escalação do último domingo contra o 15 de Novembro, com exceção do atacante Fernandão, que entrou no lugar de Rentería.
A favor do vento, o time colorado começou tocando a bola em busca do gol, enquanto o Maracaibo se postou na defesa. Mas foi a equipe venezuelana que chegou primeiro com perigo. Aos 8min, Cásseres ganhou em velocidade na área e Clemer salvou com os pés. Em seguida, aos 8min45seg, Andree Gonzalez pegou rebote e chutou com perigo. Aos 12min30seg, depois de boa troca de passes, Cásseres chutou cruzado e Clemer defendeu.
A partir dos 10min, o Maracaibo passou a tocar melhor a bola pressionando mais o Inter. A equipe colorada tentou responder com um chute forte de Edinho, aos 17min, em rebote de escanteio, mas a bola subiu demais. Aos 17min40seg, Ceará deu bom passe para Fernandão, que matou a bola no peito e chutou no corpo de um zagueiro. Aos 18min20seg, Edinho pegou rebote e concluiu rasteiro para boa defesa de Angelucci.
Aos poucos, o Inter passou a se utilizar da força do vento e começou a fazer lançamentos para a área até em cobranças de laterais para a altura de Fernandão, 1m90cm. Aos 23min30seg, Iarley, em contra-ataque, driblou o zagueiro na entrada da área e chutou por cima. Aos 26min20seg, Ceará cruzou da esquerda e Bolívar cabeceou com perigo ao lado do gol.
Aos 34min20seg, Fabinho entrou na área e foi derrubado pelo zagueiro Fuenmayor, mas o juiz interpretou que o lance foi legal. Aos 35min30seg, Rubens Cardoso tentou de fora da área por cima. Aos 41min, Rubens Cardoso cobrou escanteio e Iarley cabeceou para defesa de Angelucci.
No final da primeira etapa, a melhor chance para o Inter. Aos 44min50seg, Fernandão recebeu lançamento de Fabinho e cabeceou para fora, muito perto do ângulo. Foi também a última oportunidade dos primeiros 45 minutos.
O Inter voltou melhor para o segundo tempo. Com um toque de bola melhor e buscando as jogadas pelas laterais, o time abriu o placar aos 3min20seg. Iarley fez boa jogada pela esquerda, entrou na área e cruzou para Fernandão. A zaga salvou, mas Ceará pegou o rebote no bico da área e chutou forte no canto, marcando um belo gol. Aos 6min10seg, Iarley entrou na área, driblou duas vezes o zagueiro e foi derrubado, mas o juiz não marcou pênalti.
O Maracaibo fez a primeira substituição aos 10min quando entrou Yori e saiu Martinez. Aos 12min50seg, Andree Gonzalez pegou rebote e chutou muito alto. Aos 15min30seg, Maldonado tentou em cobrança de falta que passou ao lado do gol. Aos 18min, Maldonado novamente arriscou de fora da área e a bola saiu ao lado também.
O atacante Iarley puxava bons contra-ataques pela esquerda, parecendo que o Inter iria ampliar o placar. Já o Maracaibo, sem conseguir entrar na área do Inter, tentava os arremates de fora da área. Aos 24min30seg, Ceará cruzou da direita e Michel não alcançou por pouco, livre na área. O Maracaibo respondeu aos 25min10seg quando Beraza chutou de fora da área e Clemer fez defesa espetacular. A bola ainda roçou no travessão.
Aos 26min, o técnico Abel Braga retirou Michel e promoveu a estréia do meia-atacante Adriano. Dois minutos depois, entrou Figueroa e saiu Garcia no time venezuelano. Um minuto depois, Cásseres arriscou de fora da área rasteiro. A bola tocou na rede pelo lado de fora, dando a impressão de gol e um grande susto na torcida colorada.
Aos 32min30seg, Rubens Cardoso cruzou da esquerda, Fernandão tentou ajeitar de cabeça, mas Angelucci deteve a bola. Aos 34min, entrou Jorge Wagner e saiu Tinga. Dois minutos mais tarde, Beraza tentou de fora da área ao lado. Aos 37min, entrou Perdigão e saiu Iarley. Aos 38min30seg, Figueroa cobrou falta e Clemer salvou de soco.
Aos 40min, Ceará cruzou e Jorge Wagner cabeceou para defesa de Angelucci. Um minuto depois, Cásseres deu lugar a Guerra. Aos 41min20seg, Jorge Wagner chutou forte e Angelucci salvou para escanteio. Quando o jogo parecia que estava definido, Figueroa cobrou falta duvidosa cometida por Perdigão aos 43min20seg, Clemer salvou no canto, mas a bola sobrou limpa para Maldonado chutar no alto: 1 a 1. Aos 46min15seg, Beraza entrou na área pela direita e concluiu na rede pelo lado de fora na última oportunidade da partida.
?É uma pena. Poderíamos ter começado com vitória. Agora, vamos lotar o Beira-Rio diante do Nacional, dia 23?, convocou o presidente Fernando Carvalho depois do jogo.
?Saímos daqui com um ponto. É importante isso. O torcedor tem que ir em peso diante do Nacional e apoiar. Uma vitória provavelmente nos levará à liderança?, afirmou o vice-presidente de futebol, Vitório Piffero.
?Jogar contra esse vento e ainda assim tocar a bola e criar várias chances é fantástico. O resultado foi bom, mas injusto. Nós merecíamos a vitória. Foi uma pena?, lamentou o técnico Abel Braga.
"Não foi falta minha no lance do gol do Maracaibo. O cara deu uma voadora no Fabinho e ele não deu falta, aí nem toquei no cara e ele deu. É brincadeira", reclamou Perdigão do lance que originou o gol de empate dos venezuelanos.
"Pelas circunstâncias do jogo e pelo que a gente criou, eu não saio tão feliz porque o time poderia ter vencido", afirmou Tinga.
Maracaibo (1): Angelucci; Héctor Gonzáles, Bovaglio, Fuenmaryor e Martinez (Yori); Pedro Fernandez, Andree Gonzáles, Garcia (Figueroa) e Beraza; Cásseres (Guerra) e Giancarlo Maldonado. Técnico: Carlos Maldonado.
Internacional (1): Clemer; Ceará, Bolívar, Fabiano Eller e Rubens Cardoso; Fabinho, Edinho, Tinga (Jorge Wagner) e Michel (Adriano); Iarley (Perdigão) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.
Gols: Ceará (I), aos 3min20seg do segundo tempo, Maldonado (M), aos 43min20seg do segundo tempo. Cartões amarelos: Fernandez, Garcia (M), Fabinho, Rubens Cardoso (I). Arbitragem: Pedro Ramos, auxiliado por Alfredo Intiago e Alberto Muzo (trio do Equador). Local: Estádio José Pachencho Romero, em Maracaibo, Venezuela.

Fonte: Site Inter

Comentários