#10AnosLibertadores -Parte 3








09/03/2006

INTER VENCE DE VIRADA O PUMAS NO MÉXICO: 2 A 1


Rentería (D) e Mossoró comemoram: Inter segue invicto na Libertadores (foto: Jefferson Bernardes/VIPCOMM)
O Internacional venceu o Pumas por 2 a 1, de virada, em partida disputada na madrugada desta quarta para quinta-feira na Cidade do México, válida pela terceira rodada do Grupo 6 da Copa Libertadores da América. Com o resultado, o time colorado manteve a liderança do grupo com 7 pontos. Lopez marcou para os mexicanos no primeiro tempo, mas Rentería, que entrou na etapa final e mudou o jogo, e Fernandão viraram para o Inter.
O técnico Abel Braga escalou uma equipe com Edinho no meio-campo no lugar de Perdigão para dar mais poder de marcação. A estratégia até que deu relativamente certo no primeiro tempo. O time colorado criou as melhores chances, soube controlar o ataque mexicano e só tomou o gol em uma falha defensiva.
A primeira chance da partida surgiu aos 2min quando Lopez recebeu cruzamento da esquerda e chutou rasteiro, de primeira, ao lado do gol. O Inter respondeu forte aos 5min15seg quando Michel fez grande jogada pela direita, passando por um adversário e cruzando na medida para Fernandão cabecear para fora, desperdiçando grande chance.
O time colorado seguiu em cima. Aos 8min40seg, Ceará cobrou falta da esquerda, Bernal defendeu e a bola tocou no travessão. Depois disso, a partida ficou bastante equilibrada até a metada da etapa. O Inter contava com cerca de 50 torcedores no Estádio Universitário. Aos 21min, Castro arriscou de fora da área e Clemer defendeu sem problemas.
O Inter buscava a criação de jogadas com Michel, pela direita, e Iarley, pela esquerda, que tentavam tabelamentos e cruzamentos. Já o Pumas tentava os chutes da intermediária aproveitando a maior velocidade que a bola ganha na altitude de 2,4 mil metros na Cidade do México.
Aos 26min, Torres arriscou de fora da área e Clemer defendeu. Aos 28min35seg, Leandro Augusto cobrou falta com muita violência e a bola tocou na trave. A resposta colorada surgiu aos 32min15seg em um arremate de Iarley, também de fora da área, que Bernal defendeu. Aos 39min, Fernandão matou a bola no peito na área e cruzou para Michel cabecear por cima.
Aos 40min45seg, Michel cruzou, Iarley desviou no primeiro pau e Bernal defendeu. Aos 41min, Marioni arriscou de fora da área e Clemer fez grande defesa. Aos 42min30seg, Ceará tentou recuar uma bola com o peito para Clemer, mas a bola saiu fraca, permitindo que Marioni dividisse com Clemer. Na sobra, o próprio Marioni girou e cruzou na cabeça de Lopez que cabeceou para fazer 1 a 0, levando o time da casa com a vitória parcial para o vestiário.
No intervalo, o técnico Miguel Espana retirou o lateral Torres e colocou Morales.
A etapa final começou diferente. O equilíbrio antes encontrado deu lugar ao domínio territorial do Inter. O Pumas resolveu ficar todo atrás tentando segurar o resultado, enquanto o time colorado trocava passes em busca do gol de empate. Sem espaços, as chances de gol foram raras nos primeiros 15 minutos.
Aos 17min, o técnico Abel Braga realizou as duas mudanças fundamentais para a virada. Saíram ao mesmo tempo Edinho e Michel e entraram Mossoró e Rentería. Pois um minuto depois, Rubens Cardoso cruzou da esquerda, Fernandão desviou com o pé direito no contra-pé do goleiro, que conseguiu defender. No rebote, Rentería no seu primeiro toque na bola completou de pé direito para o gol vazio: 1 a 1.
Mesmo com o empate que deixava o Pumas em situação muito ruim na tabela, os mexicanos não se lançaram muito ao ataque, enquanto o Inter seguiu dominando. Aos 24min45seg,  Rentería ajeitou para Mossoró que chutou colocado de fora da área e Bernal salvou com grande defesa. Quase um golaço. Aos 27min, saiu o meia Leandro Augusto e entrou o zagueiro Palácios como tentativa de conter o Inter. Três minutos depois, Rubens Cardoso deixou o campo para a entrada de Jorge Wagner.
Aos 31min35seg, depois de escanteio, a bola sobrou para Ceará, dentro da área, que girou de pé esquerdo e quase marcou o gol. O Pumas tentou responder aos 33min10seg com uma cabeçada de Morales por cima. Mas foi o Inter que chegou ao gol da vitória. Aos 35min20seg, Rentería cruzou da direita, Fernandão matou a bola e chutou de bico de pé direito, na saída do goleiro, para marcar o 2 a 1. Festa colorada no México!
Depois disso, o Inter se fechou bem na defesa e garantiu a vitória e a liderança do Grupo 6.
Saímos atrás e viramos mais uma vez. O Leandro Augusto falou que a gente iria cansar no segundo tempo e que eles iriam ganhar. Mas quem ganhou no segundo tempo fomos nós?, afirmou o técnico Abel Braga, que, bastante emocionado, dedicou a vitória ao amigo Augusto, recém falecido no Rio de Janeiro.
Tomamos um gol de bobeira, mas merecemos a vitória?, avaliou o zagueiro Fabiano Eller.
A vitória muito importante. Estou contente com o que estou fazendo no Inter?, festejou Rentería, que marcou um gol e deu o passe para o outro gol na vitória.
A garra no segundo tempo foi fundamental. A gente foi para cima e fez os dois gols?, disse Iarley.
O primeiro tempo foi bom também e tivemos duas ou três oportunidades, mas não fizemos o gol. No segundo tempo, as oportunidades que criamos conseguimos concluir?, afirmou Fernandão.
Foi um jogo difícil no segundo tempo. O Inter prevaleceu e manteve a liderança do grupo. Tive uma infelicidade no primeiro tempo, mas o grupo prevaleceu e todo mundo veio me abraçar depois do jogo?, disse o lateral Ceará.
Com a ajuda do grupo, conseguimos reverter o resultado mais uma vez. Fizemos os dois gols na hora certa. Agora, no Beira-Rio, vamos ter todo o apoio da nossa torcida?, projetou o goleiro Clemer.
Foi um jogão de bola. Foi emocionante. Conseguimos virar o jogo?, festejou o presidente Fernando Carvalho, na saída do campo.
No segundo tempo, o jogo foi mais franco e aberto e aí prevaleceu a nossa qualidade?, afirmou o vice-presidente de futebol, Vitório Piffero.
Pumas (1): Bernal; Castro, Beltran, Moreno e Torres (Morales); Galindo, Leandro Augusto (Palácio), Lopez e Victorino; Roma (Botero) e Marioni. Técnico: Miguel España.
Internacional (2): Clemer; Ceará, Bolívar, Fabiano Eller e Rubens Cardoso (Jorge Wagner); Fabinho, Edinho (Mossoró), Tinga e Iarley; Michel (Rentería) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.
Gols: Lopez (P), aos 42min30seg do primeiro tempo, Rentería (I), aos 18min do segundo tempo, Fernandão (I), aos 35min20seg do segundo tempo. Cartões amarelos: Michel, Fabinho, Perdigão (I), Torres, Beltrán, Moreno, Victorino e Lopez (P). Arbitragem: Rubén Selman (Chile), auxiliado por Mario Vargas (Chile) e Christian Julio (Chile). Local: Estádio Universitário, na Cidade do México.


Fonte: Site Inter

Comentários