Grêmio fecha 2015 no vermelho, e Inter tem superávi

Grêmio fecha 2015 no vermelho, e Inter tem superávit; veja os balanços

De acordo com análise do consultor Amir Somoggi, Tricolor encerrou ano com déficit de R$ 37,6 mi, enquanto Colorado faturou R$ 26,7 milhões no exercício de 2015

Por Porto Alegre
Carrossel Balanço Grenal 280 (Foto: Infoesporte)Grêmio fecha ano no vermelho, e Inter tem superávit (Foto: Infoesporte)
Além dos embates pelos campeonatos regionais e pela Libertadores, o começo do ano é costumeiramente marcado pela divulgação dos balanços dos clubes. E, no caso da dupla Gre-Nal, os resultados de Grêmio e Inter são contrastantes. O Colorado fechou o exercício de 2015 com aumento de receitas e superávit de R$ 26,7 milhões. O Tricolor, por sua vez, encerrou o ano no vermelho, com queda nas receitas e déficit de R$ 37,6 milhões. Os dados foram divulgados em análise do consultor Amir Somoggi, especialista em gestão do futebol.
O resultado negativo de parte dos gremistas tem a ver com a queda nas receitas com sócios e patrocínios. O Tricolor teve receita total de R$ 190,6 milhões (R$ 168 mi, sem contar transferências de atletas), o que representa uma queda de 8% em relação aos R$ 206,3 arrecadados em 2014. 
Em contrapartida, o custo com futebol subiu 26% em relação a 2015: passou de R$ 154 milhões para R$ 193,4 milhões em um ano. Em 2014, o clube teve déficit de R$ 31,6 milhões.
Tabela receitas Grêmio (Foto: Reprodução)*eEm milhões de reais
O déficit acumulado nos últimos cinco anos pelo Grêmio é de R$ 118,76. As dívidas gremistas também aumentaram em 11% em meia década. O Tricolor devia R$ 198,9 milhões em 2011. Hoje, deve R$ 422,5 milhões. 
As dívidas fiscais, porém, tiveram redução de 14% em relação a 2014 - caíram de R$ 95,2 milhões para R$ 82,1 milhões. Em cinco anos, as despesas gremistas batem na casa dos R$ 119 milhões.
O superávit do Inter se explica pelo aumento da receita decorrente de transferências de jogadores e do novo contrato de TV. O clube ainda ampliou os ganhos com sócios e bilheterias, graças à participação na Libertadores do ano passado, o que respalda o sucesso do novo Beira-Rio. 
A receita colorada cresceu 45% entre 2014 e 2015 - passou de R$ 205,1 milhões para R$ 297,1 milhões - ao passo que as despesas com futebol também tiveram acréscimo, mas menor, de 11%. A mudança foi de R$ 193,4 mi para R$ 215 mi.
Tabela receitas Inter (Foto: Reprodução)*Em milhões de reais
A comparação com o exercício de 2014 explicita ainda mais o bom 2015 vivido pelo Inter. O clube passou de déficit de R$ 49,1 milhões para superávit de R$ 27,6 milhões. O  acumulado em cinco anos, porém, é negativo, de déficit de R$ 34,8 milhões. 
O Colorado ainda conseguiu reduzir suas dívidas em relação a 2014 - passou de R$ 340,6 milhões para R$ 281,6 milhões. Em cinco anos, porém, o número cresceu, já que em 2011, era de R$ 197,4 mi.
De acordo com os números, os balanços da dupla tiveram influência do Profut, que permite que as agremiações parcelem seus débitos em até 240 meses (20 anos), com 70% de redução no valor das multas, 40% dos juros e 100% dos encargos legais. Assim, com os descontos, as dívidas fiscais entraram como receitas financeiras nos balanços. 
Tabela Grêmio Inter finanças (Foto: Reprodução)*Em milhões de reais
Fonte: Globo.com 

Comentários