EDINHO - sendo INHO




EDINHO - sendo INHO
Depois de receber várias mensagens, vou registrar a minha opinião, por mais este desastre no final da carreira do Edinho.
A entrevista de ontem, ainda é resquício da polêmica que o envolveu se manisfestando como torcedor do INTER num grupo de whatsapp e enviando foto tomando cerveja na concentração do Grêmio no mesmo dia. Resultado - Edinho afastado do grupo principal daquela época. Entendi como correta a postura da direção tricolor.
Com a chegada do Roger, Edinho volta a ter uma oportunidade de treinar com o grupo e conquista a titularidade. Desde então, vem tentando se regenerar com a torcida gremista, comparando até grenal com mundial. Até aí tudo bem, mas acho que ontem ele cometeu uma fatalidade, sim, FATALIDADE.
- Ao se posicionar dizendo que o grupo atual do Grêmio é superior ao que ele fazia parte em 2006 (quando ganhou apenas a Libertadores da América e Mundial sobre o Barcelona), ele não atacou o Internacional, e sim, seus colegas e acredito até, amigos de profissão.
- De quebra, acabou involuntariamente, ENALTECENDO a gestão da época, afinal, se não se tem time, que ao menos se tenha DIREÇÃO para justificar tamanho feito.
- Conseguiu também, transferir uma baita responsabilidade sobre grupo atual e direção do Grêmio, afinal, com este baita time, nada justifica o Grêmio passar em branco mais um ano.
E agora Edinho......, questionado pelo torcedor gremista e odiado pelo colorado, onde a sua mente insana mira para os próximos anos?
Fica a comprovação que um atleta só se eterniza na figura de um ídolo quando corpo e mente se desenvolvem dentro e fora do campo. - Vide Fernandão, Falcão.....
Que coincidência.... ÃO dá a dimensão de GRANDEZA, já INHO determina o diminuitivo.
Muito justo!
Bem feito pra ti, edINHO!
Um abraço e de nada por tudo!

Gabriel Rost - Consul Taquara 





Comentários