Luciana Lima


  Luciana Lima da Silva



Nome:       Luciana Lima da Silva

Profissão:  Assistente Administrativo

Uma Palavra:  Lealdade

Uma lembrança de infância:  A casa da avó paterna cheia de netos correndo e a vó sentada no final daquela mesa comprida.  A vó sempre serena...

O que gostas de fazer nas horas vagas? Estar com amigos, cuidar dos animais de rua, ficar quieta no quarto pensando ou ouvindo música, ir aos jogos do Inter.



Um Livro:  Abusado (O Dono do Morro Dona Marta) do Caco Barcelos. Adoro livros investigativos!

Que tipo de música você gosta? Amo Nando Reis, gosto de Metallica, Coldplay, U2, até pagode. Tudo depende do estado de espírito.

Um lugar Inesquecível:  Colônia de Sacramento - Uruguai

Um sonho: Que não existam mais crianças e animais vivendo nas ruas sem alimento, cama quente e carinho.

Arrepende-se de algo? De ter confiado em algumas pessoas, mas isso torna-se aprendizado.

Família (defina):  A gente vai e volta e eles sempre nos acolhem. A minha tem a base em pais que até hoje dão lições de  humildade e que preconceito não deve existir em nosso vocabulário.

Amigos (defina): Nossa, os meus são maravilhosos! Uns chegam e vão e outros ficam.  Muitos voltam, muitos se perderam pelo caminho, mas lembro de todos e não importa onde estejam.  Me fazem sorrir e chorar de tanto carinho que recebo. Tenho amigos de infância que convivo até hoje.



Uma triste lembrança:  A partida de Fernando, um amigo muito importante. A maior dor que já tive até hoje.



Uma pessoa que julgas incrível:  Minha mãe. Superação é o sobrenome dela!

 
Como é a  sua ligação com o Internacional?
(Como surgiu e até os dias de hoje)

Sou filha de pai gremista, mas que nos deixou livres para escolher. Meu irmão 4 anos mais velho do que eu conheceu o Inter através do padrinho e me levou a este caminho.  Lembro-me de ouvir os jogos do radinho nas tardes de domingo. Eu era muito pequena e o pai não deixava ir ao estádio, mas eu já adorava Valdomiro. Sofri as derrotas e crises dos anos 90. Depois segui sozinha até conhecer um cara chamado Fernando Lúcio da Costa – O Fernandão, que me fez voltar a ter vontade de viver e sair da maior de todas as depressões. (Está aí tanta gratidão por ele.) Com o tempo o Fernando passou de somente ídolo a amigo. Hoje sou uma colorada fanática, atuante, viajo, não falto a jogos no Beira Rio, tenho textos colorados  publicados na Coletânea Colorados, Nada Vai Nos Separar e numa das edições do Histórias Coloradas, levo o Inter por onde for e busco levar essa história grandiosa do Clube adiante. Esse clube me trouxe grandes amigos, me levou a vários lugares me fez rir e chorar muito de tristeza e mais ainda de alegria e orgulho.



Um jogo inesquecível:  A final do Mundial 2006.

Um lance ou gol inesquecível: O gol do Andrezinho contra o Flamengo pela Copa do Brasil 2009.

Um ídolo no futebol:  FERNANDÃO


  
Como é a Luciana  torcedora dentro do estádio, tens algum ritual? 

Gosto de chegar cedo, de ver as pessoas chegando, troco muitos abraços no caminho, gosto da agitação e nos dias de hoje, sempre passo pelo Memorial do Fernandão  para agradecer mais uma vez por tudo e enviar mais luz a ele em forma de oração. Também gosto de arrumar o memorial para que as pessoas que ali passem tenha mais espaço para colocar as suas homenagens.




Conta uma história que julgas interessante da tua trajetória como torcedora:

Eu não gerei filhos, porém ganhei duas da Vida Vermelha.
Ambas moram longe, uma em Araranguá/SC e outra em Panambi/RS. Nós nos tratamos como família. Conversamos sempre, dividimos problemas, ajudamos uma à outra. Quando elas  vem a Porto Alegre geralmente ficam comigo, chamam meus pais de Vô e Vó, são tratadas dessa forma por eles.
Elas se tratam como irmãs, brigam como irmãs, brincam como irmãs e mesmo brigando se amam como irmãs.
Resumindo: Até a alegria de ser mãe o Inter me deu.



Participas de alguma torcida organizada, fã clube ou consulado? (Divulga e conta como fazer para participar, contato, etc...)

Não participo de torcida organizada e nem de consulados. A única coisa que tenho é a Fan Page Oficial do Fernandão. Foi algo que fiz pensando em presenteá-lo no início de 2012, mas eu é que recebi o presente dele quando resolveu oficializar a minha fan page como única oficial.
Até hoje sigo cuidando da fan page com a ajuda de uma amiga maravilhosa que conheci através dele e costumo dizer que ‘ganhei de presente do melhor de todos.’
Lá na fan page postamos além das fotos, notícias, reportagens comuns, fotos exclusivas da assessoria do Fernando e também que recebemos da família para compartilhar com os fãs.

Para quem quiser acessar, curtir a fan page, comentar e compartilhar o endereço é:       www.facebook.com/lu1803



Onde estavas no dia 17 de dezembro de 2006?  

Eu estava indo para as corredeiras de Três Coroas/RS com amigos. Pois é, dizem que não sou normal hahaha!
Assistimos e ouvimos metade do jogo no caminho com a van andando e a outra metade em um posto de gasolina que tinha uma sala ao lado cheia de almofadas e cadeiras e uma tv enorme.
Depois do final do jogo fomos para a beira das corredeiras e lembro que passei quase o dia todo deitada na bandeira do Inter relembrando tudo o que passamos até chegar ao topo do mundo.


O que esperas do Internacional em 2014?

Eu exijoseriedade da direção e atletas.

Eu espero no mínimo o título do Brasileiro.

Acho que precisamos retomar esse título. O último foi quando eu tinha 9 anos de idade, lembro dele mas queria viver isso de pertinho.


Deixe um recado aos leitores do site / fan Page  Bar Colorado

Nós somos de um clube que chegou onde chegou com muito trabalho e esforço, não somente dos atletas, mas também de uma torcida dedicada e apaixonada. Que sigamos assim e que a civilidade e o amor à camiseta prevaleçam sem esquecer que somos sim O Clube do Povo e um clube vencedor se faz com o APOIO de uma torcida que ama e defende as suas cores.


Entrevista feita pela Carlinha Garçonete




Comentários

Postar um comentário