Jane Souza Lemos


Jane Souza Lemos




Nome:  Jane Souza Lemos

Profissão: Funcionários Pública Municipal Inativa         

Uma Palavra: AMOR

Uma lembrança de infância:  Minha avó materna fazendo pães em formato de animais

O que gostas de fazer nas horas vagas? Deveria ler,mas fico na INTERnet.

Um Livro: Os Elefantes não esquecem de Agatha Christie e Anjo de quatro patas de Walcyr Carrasco.

Que tipo de música gostas de ouvir? Vamos dizer que não gosto de funk , não gosto de bossa nova.  Gosto de Nenhum de Nós, de Papas da Língua, de Engenheiros do Hawaii, Ultramen (bandas gaúchas) . To sempre escutando o Ataque Colorado.

Um lugar Inesquecível:  Punta del este

Um sonho:  Morar perto do Beira-Rio



Arrepende-se de algo? De não ter estudado.

Família (defina):  Tudo, a gente briga, discute,  mas é sempre nela que encontramos apoio.

Amigos (defina):  Tenho, não são muitos, mas os que tenho são de fé. (Amigo não aparta briga, chega dando voadora). São a nossa força nas dificuldades, pois é nesse momento que se descobre que é teu amigo.



Uma triste lembrança: A morte de meu pai e minhas irmãs. Saudade sem fim


Uma pessoa que julgas incrível:  Minha mãe Eny que tem 82 anos e Valdomiro Vaz Franco.

Como é a  sua ligação com o Internacional?
(Como surgiu e até os dias de hoje)

 Vem de berço, graças a Deus, meu pai era colorado, levou tijolos para o Beira-Rio. Tinha uma casinha na praia, e ele sempre hasteava uma bandeira vermelha feita por minha mãe.
E foi crescendo, foi tomando conta e virou amor infinito.

Um jogo inesquecível: Inter e Estudiantes, com gol do Giuliano.

Um lance ou gol inesquecível:  O gol do Rafael Sóbis contra o São Paulo e o do Gabiru.

Um ídolo no futebol:  Hoje D'Alessandro. Temos muitos jogadores que são inesquecíveis. Tive a honra de conhecer pessoalmente o Escurinho, grande figura. Valdomiro.



Como é a Jane torcedora dentro do estádio, tens algum ritual?
Sem ritual no estádio. Em casa converso com minha Santa Rita, compro rosas vermelhas para ela. E não deixo nada do Inter com o distintivo de cabeça para baixo.



Participas de alguma torcida organizada?  Não. Tentei, não deu certo.

Onde estavas no dia 17 de dezembro de 2006? Em casa, no quarto sozinha, com a imagem de Santa Rita na mão, escutando o jogo num celular, quase morri de ânsia.


O que esperas do Internacional em 2014? Que seja um ano de vitórias, pois voltamos para casa, que esta um espetáculo, e temos plantel para isso.



Deixe um recado aos leitores do site / fan Page  Bar Colorado: Amor é a maior arma. Então ame o Inter, sempre, nas boas e nas más. Vejo sócio reclamando de tudo no novo Beira Rio. Ponham amor no coração, pois se não defendermos o que é NOSSO, quem vai faze-lo?


E gostaria de agradecer a Luciana Lima, pessoa iluminada, e ao Bar Colorado Internacional pela oportunidade de mostrar meu amor pelo Inter.



Entrevista feita pela Luciana Lima

Comentários

  1. Boas perguntas,belas respostas!!!
    Parabéns às duas,entrevistadora e entrevistada.Grandes amigas Coloradas!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário